A Revista Esperancanews- não formula notícias, artigos ou vídeos, salvo quando os mesmos são citados como criação própria. Todas as nossas publicações são reproduções fiéis de sites de terceiros. Sendo assim, o conteúdo e/ou opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores, cujas informações estão contidas nos links da fonte, e não refletem, necessariamente, a opinião da Revista Esperancanews

AS NEGOCIATAS DO PT COMO VOCÊ NUNCA VIU ANTES


Antonio Palocci desapareceu da vida pública brasileira em 2016, ao ser preso pela Lava Jato. Mas não podemos esquecer: ele foi um dos personagens mais poderosos da era petista, tanto no governo Lula quanto na gestão Dilma Rousseff. Comandou esses governos tanto na área econômica quanto política. Depois de anos de negociação com a PF, o ex-todo-poderoso dos petistas enfim encerrou sua delação. É um calhamaço contendo 39 anexos. Neles, o ex-ministro elenca uma série de pagamentos ilícitos feitos a ele, a Lula e a campanhas do partido. Os repórteres Fabio Serapião e Fabio Leite da revista CRUSOÉ tiveram acesso exclusivo ao material: Entre os cardeais petistas, teriam sido beneficiadas as campanhas de políticos como Gleisi Hoffmann, Fernando Pimentel e Lindberg Farias. Milhões teriam sido despejadas nas campanhas deles. Entre os pagadores, Palocci acusa grandes instituições financeiras, como o banco BGT Pactual, de André Esteves, além de Banco do Brasil, Bradesco, Itaú, Safra e Santander. Também são citadas grandes empresas de outros setores, como Ambev, Camargo Corrêa, Grupo Silvio Santos, Qualicorp… a lista é longa. Todos, segundo Palocci, teriam feito pagamentos ilícitos em troca de favores dos dirigentes petistas. Leia a seguir um trecho da reportagem exclusiva, em que Palocci narra seus negócios com André Esteves, do BTG:

Em um dos capítulos, precisamente o de número 9, Palocci narra suas práticas espúrias com o banqueiro ao longo de quase dez anos e detalha como iniciou a trama dentro do Palácio do Planalto para que o Banco Central pudesse ajudar na campanha de Dilma em 2010. Ele conta que, para o esquema dar certo, era preciso tirar Henrique Meirelles do comando do BC e colocar alguém que pudesse vazar as informações ao PT. Há detalhes. Palocci diz que em 2009, quando era deputado federal, recebeu de Lula, em uma reunião à noite no Palácio da Alvorada, um pedido para comunicar Meirelles que ele seria demitido. O posto seria ocupado pelo economista Luiz Gonzaga Belluzzo. No encontro estavam presentes Mantega e o pecuarista José Carlos Bumlai, amigo de Lula…

Palocci afirma que dias após o encontro conseguiu convencer Lula a manter Meirelles até o fim do governo… Era 2010. Naquele ano, André Esteves, que já havia se livrado de uma punição no Conselho de Recursos do Sistema Financeiro Nacional em 2005 com a ajuda de Palocci em troca de uma doação de 4 milhões de reais para a campanha à reeleição de Lula em 2006, procurou novamente o ex-ministro. Ofereceu dinheiro para a campanha de Dilma. A ideia era resgatar o plano frustrado do BC no ano anterior e “ser um grande parceiro” no próximo mandato petista. Segundo o delator, 7 milhões de reais do BTG abasteceram a vitoriosa campanha presidencial, dos quais 5 milhões de reais por fora. Em 1º de janeiro de 2011, Alexandre Tombini assumiu o comando do Banco Central e a trama arquitetada por Mantega e Esteves finalmente se desenrolou, conta Palocci.


O caso mais emblemático ocorreu em agosto do ano seguinte, 2011. Segundo Palocci, Tombini informou Mantega e Dilma em uma reunião que, após dois anos de alta, o BC iria reduzir a taxa Selic de 12,5% para 12%. Mantega, então, teria repassado a informação privilegiada para Esteves, antes da divulgação da decisão pelo Copom. De acordo com a delação, o BTG realizou nos dias seguintes uma série de operações no mercado financeiro obtendo lucros muito acima da média. Após as operações, o patrimônio do Fundo Bintang, administrado pelo BTG, cresceu de 20 milhões para 38 milhões de reais em menos de três meses… Em contrapartida pela informação privilegiada, Esteves teria doado 9,5 milhões de reais para a campanha à reeleição de Dilma, em 2014, e repassado 10% dos lucros obtidos pelo Bintang a Lula…
Share:

Nenhum comentário:

Comentarios

Postagem em destaque

Ministro do STF manda PF na casa de jornalista de direita numa clara tentativa de calar influenciadores digitais

Ministro do STF manda PF na casa de jornalista de direita numa clara tentativa de calar influenciadores digitais que, declaradamente, apo...

Postagens mais visitadas

SALA

https://msngr.com/xSUE5SwLOYgSU1ZU

Forafrica

Forafrica
Enterprise.

WEBRADIOESPERANÇA

SE QUISER OUVIR APETE OPALY

Estatísticas do Site

Ajude-nos a manter esse site

Ajude-nos a manter esse site
Obrigado pela sua colabortação ADM GERAL DA PAGINA SUA COLABRAÇÃO E IMPORTANTE $0,50 1,00

CURTIR NOSSA PAGINA

SIGA-ME

SIGA-ME

TWITTER

TWITTER

Pesquisar este blog

Compartilhe Nossa Pagina

Eu quero levar esperança!

Eu quero levar esperança!
Clik faça sua doação so clik na imagem

Seja um seguidor

Tradutor

Postagens mais visitadas

xat

" frameborder="0" style="width: 700px; height: 400px;">

chat

Arquivo do blog

Popular Posts

SEGUIR POR E-MAIL

Globo de Visitante

visitante

chat