"É um crime que não tem explicação, matar uma menina por causa de um celular", diz novo comandante da BM Ao "Gaúcha Atualidade", coronel Rodrigo Mohr Picon comentou latrocínio registrado na madrugada desta segunda-feira, no bairro Cidade Baixa ~ Esperança News

"É um crime que não tem explicação, matar uma menina por causa de um celular", diz novo comandante da BM Ao "Gaúcha Atualidade", coronel Rodrigo Mohr Picon comentou latrocínio registrado na madrugada desta segunda-feira, no bairro Cidade Baixa

Ronaldo Bernardi / Agencia RBS
No dia em que assume o comando da Brigada Militar (BM), o coronel Rodrigo Mohr Picon lida com um dos crimes que mais geram comoção na população: latrocínio. Nathana Stephany Marques Gay, de 23 anos, foi morta com um disparo de arma de fogo, na madrugada desta segunda-feira (18), em uma tentativa de assalto no bairro Cidade Baixa, em Porto Alegre.
— Essa noite, na Cidade Baixa, tivemos esse crime que revoltou muito. É um crime que não tem explicação, matar uma menina por causa de um celular — analisou o comandante, em entrevista ao Gaúcha Atualidade
Informações iniciais davam conta de que Nathana teria resistido a entregar o celular ao ser abordada enquanto andava com duas amigas, próximo da esquina das ruas da República e Lima e Silva, e teria sido baleada na cabeça. Posteriormente, a mãe de uma das amigas da jovem esclareceu que Nathana, na verdade, correu ao ouvir o anúncio do assalto, mas voltou para ajudar a sua filha, que ficou paralisada.
A polícia trata o caso como latrocínio — crime que, em outubro, teve o menor número de casos registrados se comparado ao mesmo mês nos últimos 17 anos
Para Picon, manter e melhorar os números são o foco e os desafios da gestão. Neste sentido, o trabalho das autoridades deve mirar a receptação de bens que são alvo dos criminosos, como celulares, e alerta: 
— Toda vez que ela (pessoa) compra um celular ou produto barato demais, provavelmente ele é oriundo de um roubo e manchado de sangue — disse.
 — Devemos atacar justamente onde esse celular é revendido. Estamos já com algumas operações na área Central e vamos estender ao Interior. Temos que atacar este bem que gera este tipo de crime — afirma Picon. 

Ouça a entrevista completa

Share:

Nenhum comentário:

Postagem em Destaque

Entregador de pizza de 89 anos recebe R$ 68 mil de 'gorjeta'

    Um entregador de pizza, de 89 anos, recebeu  uma "gorjeta" que o deixou boquiaberto: US$ 12.069 (cerca de R$ 68 mil) . A histó...

Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

DEIXE SEU COMENTARIOS

clima tempo

Blog Archive

SIGA-ME

SIGA-ME
SEJA UM SEGUIDOR

Fisiholistico

Forafrica

Forafrica
Enterprise.

Popular Posts

TWITTER

whatsapp

Postagens mais visitadas

Globo de visitas