Anucios

sexta-feira, 3 de janeiro de 2020


O desafio diz respeito à educação: como lidar com a possibilidade de uma transformação cultural dessa magnitude no país?

sabelle de Gaulmyn, diretora do semanário católico francês La Croix, resumiu como “um desafio” os resultados de um estudo recente a respeito da percepção de parte dos habitantes da França sobre o estado laico: 46% dos muçulmanos estrangeiros residentes no país consideram que a lei francesa deveria ser substituída pela lei islâmica, a sharia, opinião compartilhada também por 18% dos muçulmanos já nascidos na França.
O desafio em questão é voltado à educação: como lidar com a possibilidade de uma transformação cultural dessa magnitude?
Para a diretora do La Croix, a sociedade francesa não entendeu que os esforços educacionais não conseguiram gerar nesses grupos de cidadãos uma identificação com a nação francesa e com o seu ordenamento jurídico.
Além disso, ela observa que a prática religiosa entre os muçulmanos na França não apenas não decaiu sob a influência do secularismo, como, pelo contrário, passou nos últimos 30 anos de 16% para 38%: essa prática inclui desde a frequência a mesquitas até a obediência aos jejuns no Ramadã e à abstinência de álcool nas datas determinadas pelo islã.
_________
Com informações de Gaudium Press
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postagem em destaque

Governo comunista da China interrompe culto, agride fiéis e demole templo

Um templo cristão na província de Henan foi demolido pelas autoridades no último dia 12 de junho. Embora cenas como essa sejam corriqueir...

Atenção:

A Revista Esperancanews- não formula notícias, artigos ou vídeos, salvo quando os mesmos são citados como criação própria. Todas as nossas publicações são reproduções fiéis de sites de terceiros. Sendo assim, o conteúdo e/ou opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores, cujas informações estão contidas nos links da fonte, e não refletem, necessariamente, a opinião da Revista Esperancanews

Comentarios

Copyright © Esperança News | Suporte: Mais Template