“Sei bem de onde saiu isso”, diz Fux sobre manobra contra ele no STF Aparentemente, há uma manobra no STF para tentar desqualificar Fux e impedi-lo de suceder Toffoli na presidência. ~ Esperança News

“Sei bem de onde saiu isso”, diz Fux sobre manobra contra ele no STF Aparentemente, há uma manobra no STF para tentar desqualificar Fux e impedi-lo de suceder Toffoli na presidência.

Resultado de imagem para FUX
Em entrevista à Revista VEJA, o ministro do Supremo Tribunal Federal, Luiz Fux, comentou sobre suposta manobra de outros ministros do STF para impedir que o magistrado seja o próximo presidente da Suprema Corte. Seguindo o tradicional rodízio para ocupação da presidência da Corte, caberá a Fux suceder o ministro Dias Toffoli. Contudo, há rumores de que uma ala de magistrados tenta desqualificar o colega de plenário e inviabilizar sua nomeação.
Na entrevista, o magistrado não se mostrou surpreso ou intimidado com a manobra, e afirmou ter um bom relacionamento com seus colegas de plenário, além de descartar eventuais contratempos na eleição para a presidência da Suprema Corte. “Eu sei bem de onde isso saiu, e posso assegurar que não há uma maioria no Supremo dedicada a evitar minha eleição“, disse Fux.
Aparentemente, a tal manobra para desqualificar o ministro surtiu efeito contrário, pois Luiz Fux foi procurado por outros ministros, que foram lhe prestar solidariedade. O magistrado deixou claro aos colegas que o ataque é isolado e fadado ao fracasso, haja vista ele não ter nada a esconder e cultivar boas relações dentro do STF. Alguns colegas lamentaram o “nível” a que chegou a “amargura represada” na Corte, e levantaram a hipótese de se tratar de um caso de antissemitismo, uma vez que Fux seria o primeiro judeu a presidir o STF.O ministro Marco Aurélio Mello, outro grande defensor da medida, criticou publicamente a decisão de Fux de se sobrepor a Toffoli, mesmo que ele seja o relator das Ações que questionam o juiz de garantias. “Isso só leva ao descrédito da instituição, e é muito ruim porque gera insegurança jurídica. Onde já se viu vice-presidente, no exercício da presidência [durante o plantão] cassar ato do presidente? Isso é de um descalabro“, disse o ministro ao jornal O Estado de São Paulo.
A indisposição entre os magistrados veio à tona durante o período de recesso do Poder Judiciário, quando o atual presidente da Corte, Dias Toffoli, e o ministro Luiz Fux divergiram sobre o juiz de garantias, emitindo decisões conflitantes acerca da sua implantação. Toffoli, grande defensor da nova figura processual, e o responsável por dar o aval para a sua sanção pelo presidente da República, adiou o prazo de implantação por seis meses. Fux, por sua vez, suspendeu a implantação por tempo indeterminado.
O ministro Marco Aurélio Mello, outro grande defensor da medida, criticou publicamente a decisão de Fux de se sobrepor a Toffoli, mesmo que ele seja o relator das Ações que questionam o juiz de garantias. “Isso só leva ao descrédito da instituição, e é muito ruim porque gera insegurança jurídica. Onde já se viu vice-presidente, no exercício da presidência [durante o plantão] cassar ato do presidente? Isso é de um descalabro“, disse o ministro ao jornal O Estado de São Paulo.
Share:

Nenhum comentário:

Postagem em Destaque

Incêndios: É falso que Bolsonaro não enviou militares ao Pantanal Publicação afirma que Forças Armadas não foram utilizadas para combater as chamas

  Militares estão atuando nos combates aos incêndios no Pantanal  Foto: EFE/Rogério Florentino Nos últimos dias, circulou, pelas redes socia...

Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

DEIXE SEU COMENTARIOS

clima tempo

Blog Archive

SIGA-ME

SIGA-ME
SEJA UM SEGUIDOR

Fisiholistico

Forafrica

Forafrica
Enterprise.

Popular Posts

TWITTER

whatsapp

Postagens mais visitadas

Globo de visitas