Anucios

sexta-feira, 6 de março de 2020

"Não fui acusado de roubar, extorquir, truculência, faltar serviço para fazer vídeo, tampouco me corromper. Essas páginas de esquerda são ultrajantes. Se querem noticiar o fato sejam verdadeiros. Combater um sistema que todos sabem que é retrógrado e necessita de mudança NÃO ME FAZ SER BANDIDO. Questionar os erros não me faz ser um marginal. Sim, estou perdendo hoje meu porte de armas, não por cometer um crime, mas por exercer meu direito de não aceitar erros. Nunca aceitarei qualquer agressão injusta a mulheres, deficientes e militantes. PODE CUSTAR MINHA FARDA, MINHA VIDA, POIS ASSIM EU FUI FORMADO. Aprendi na igreja que amar o próximo é também se sacrificar por ele." Disse Gabriel. O PM acredita está sendo perseguido. "A vítima virou acusado e o acusado virou a vítima". Terminou dizendo. Ele foi colocado de início como má conduta disciplinar. A Reportagem do Jornal Destaque Baixada não conseguiu contato com as partes para comentar o caso até a publicação desta edição.

Resultado de imagem para gabriel monteiro policial militar
Depois de ser afastado das ruas e ter seu porte de armas revogado por decisão da própria corregedoria da Polícia Militar do Rio de Janeiro (PMRJ). o Soldado e Youtuber Gabriel Monteiro, será reintegrado a corporação. A Decisão de seu afastamento será anulada. A reportagem do Jornal Destaque Baixada procurou o Governo do Estado que respondeu dizendo que o Secretário de Estado de Polícia Militar, General Figueredo, reavaliou a decisão que submeteu o Soldado Gabriel Luiz Monteiro de Oliveira ao Conselho de Revisão Disciplinar (CRD). A anulação do ato será publicada no Boletim da Corporação ainda nesta  quinta-feira, (29/08).Entenda o caso. Um dos motivos de seu afastamento, seria uma confusão que ocorreu em abril deste ano na câmara do Rio, onde havia um evento sobre a revolução Cubana. No momento que gravava um dos seus vídeos e abordava algumas pessoas, Gabriel acabou sendo agredido por membros que estavam no evento. Segundo ele, a corregedoria entendeu como um desrespeito ao coronel da PM Marcos Paes, que também marcava presença no evento. Diante da situação, o policial se manifestou através de uma nota na rede social. "Não fui acusado de roubar, extorquir, truculência, faltar serviço para fazer vídeo, tampouco me corromper. Essas páginas de esquerda são ultrajantes. Se querem noticiar o fato sejam verdadeiros. Combater um sistema que todos sabem que é retrógrado e necessita de mudança NÃO ME FAZ SER BANDIDO. Questionar os erros não me faz ser um marginal. Sim, estou perdendo hoje meu porte de armas, não por cometer um crime, mas por exercer meu direito de não aceitar erros. Nunca aceitarei qualquer agressão injusta a mulheres, deficientes e militantes. PODE CUSTAR MINHA FARDA, MINHA VIDA, POIS ASSIM EU FUI FORMADO. Aprendi na igreja que amar o próximo é também se sacrificar por ele." Disse Gabriel.

O PM acredita está sendo perseguido. "A vítima virou acusado e o acusado virou a vítima". Terminou dizendo. Ele foi colocado de início como má conduta disciplinar. A Reportagem do Jornal Destaque Baixada não conseguiu contato com as partes para comentar o caso até a publicação desta edição.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postagem em destaque

Governo comunista da China interrompe culto, agride fiéis e demole templo

Um templo cristão na província de Henan foi demolido pelas autoridades no último dia 12 de junho. Embora cenas como essa sejam corriqueir...

Atenção:

A Revista Esperancanews- não formula notícias, artigos ou vídeos, salvo quando os mesmos são citados como criação própria. Todas as nossas publicações são reproduções fiéis de sites de terceiros. Sendo assim, o conteúdo e/ou opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores, cujas informações estão contidas nos links da fonte, e não refletem, necessariamente, a opinião da Revista Esperancanews

Comentarios

Copyright © Esperança News | Suporte: Mais Template