Anucios

quarta-feira, 29 de abril de 2020

Vacinas contra COVID-19 dão resultado positivo na Itália

Vacinas contra COVID-19 dão resultado positivo na Itália em um dos países que mais está sofrendo com mortes por conta da doença.
Segundo a Chefia de Proteção Italiana, foram curadas mais de 2.500 pessoas infectadas por coronavírus em apenas um dia de testes na Itália.
No mês de março, a Itália registrou mais de 4.000 internações por problemas respiratórios e aos poucos o número de internados vem caindo fortemente, por exemplo, no mês de abril, estão internados apenas 2.800 pessoas, uma queda de mais de 30%, que no longo prazo, vai gerar um resultado excelente para o país europeu.
A vacina veio em um momento excelente, pois a Itália, é o país com mais mortos no mundo inteiro, chegando a registrar mais de 27 mil mortes. No mundo atualmente com mais de 3 milhões de infectados, e entre os 218 mil mortos, a Itália, sozinha, representa mais de 12% dos óbitos no mundo inteiro.
A empresa responsável pela cura, é a Takis, que é uma empresa de biotecnologia, e é localozada em Castel Romano, em Roma. O responsável direto pela vacina, é o empresário Aurisicchio, que diz que a vacina no primeiro teste já desenvolveu uma série de anti-corpos no corpo do paciente que foi feito com base na tecnologia de eletroporação.

Pontes: Remédio com 94% de eficácia está na última etapa de aprovação..

Ministro da Ciência usa rede social para explicar por que ...
O ministro da Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes, afirmou hoje que o remédio com 94% de eficácia no tratamento de coronavírus passa por testes clínicos e "está na última etapa de aprovação". "Pode dar certo, mais provável visto os testes anteriores, ou não", escreveu ele no Twitter. "Alguns dizem, melhor esperar até meados de maio, no término dos testes clínicos, para anunciar o que está sendo feito. Eu discordo. Ciência é feita de fatos, e também é fato que tudo é feito para pessoas, com famílias e emoções", continuou
FONTE>https://noticias.uol.com.br/

terça-feira, 28 de abril de 2020

Bispo italiano: “6 milhões de abortos também são uma pandemia!”


Dom Alberto Maria Careggio, bispo emérito da diocese italiana de Ventimiglia e Sanremo, afirmou que os 6 milhões de abortos
Legalizar o aborto não o torna moralmente aceitável, afirma dom Alberto Maria Careggio
Dom Alberto Maria Careggio, bispo emérito da diocese italiana de Ventimiglia e Sanremo, afirmou que os 6 milhões de abortos legalizados que são perpetrados por ano em todo o planeta também são uma pandemia a ser combatida.
O site da diocese publicou um artigo em que dom Alberto declara:

“Quanto tempo vai durar a pandemia do coronavírus não é possível saber, nem durante quantos dias ainda teremos que ouvir o boletim das mortes, dos infectados e dos recuperados. E se o mesmo fosse feito em relação aos mais de 6 milhões de abortos legalizados em todo o mundo? Essa também é uma pandemia, que mata a consciência daqueles que a praticam e a dos governantes que, ao legislar, pretendem eliminar o horror do assassinato.Legalizar não significa de modo algum moralizar uma ação que é contra a vida: dizem popularmente que o aborto clama por vingança diante de Deus – e é isso mesmo!
O heroísmo de todos aqueles que fazem o possível para salvar a vida dos outros arriscando a própria é mais edificante. O mal não tem a última palavra. Da catástrofe e dos escombros desta pandemia devemos esperar o despertar desses valores humanos e cristãos de amor e solidariedade, de altruísmo e generosidade, de compaixão e ternura, adormecidos, mas não desaparecidos: são e continuam sendo a marca da mão de Deus, que quis criar o homem à Sua imagem e semelhança”.

segunda-feira, 27 de abril de 2020

CREIO QUE ESSE VÍDEO ESCLARECE DE UMA VEZ POR TODAS ESSA QUESTÃO MORO X BOLSONARO.


CREIO QUE ESSE VÍDEO ESCLARECE DE UMA VEZ POR TODAS ESSA QUESTÃO MORO X BOLSONARO.
Eu, particularmente não tocarei mais nesse assunto, a não ser que seja necessário. Esse vídeo apresenta FATO A FATO. Creio que vale a pena ser visto para quem deseja ter informações e julgar, de maneira clara, o acontecido.POR FABIO COSTA




Estadão apaga notícia onde Valeixo dizia que havia pedido para sair por conta própria

Notícia que contradizia informações sobre o pedido de demissão de Sérgio Moro foi excluída

O jornal Estadão de São Paulo simplesmente deletou uma reportagem publicada nesta quinta-feira que contradizia a versão de Sérgio Moro sobre a saída do diretor geral da Polícia Federal Maurício Leito Valeixo do cargo.
De acordo com a ‘versão oficial’, Sérgio Moro teria sido comunicado por Jair Bolsonaro que haveria uma troca no comando da PF, e isso foi feito hoje pela manhã, o que teria deixado o ministro irritado e dito que “se Valeixo sair, eu saio junto”.Porém, a matéria de Fausto Macedo dizia o contrário. A reportagem informava:
“O delegado Maurício Leite Valeixo, diretor geral da Polícia Federal, comunicou nesta quinta-feira, 23, a todos os superintendentes regionais da corporação nos Estados, que está cansado e que já conversou com o ministro Sergio Moro (Justiça e Segurança Pública) sobre seu desejo de sair do comando. Ele disse a seus pares que o motivo de sua saída não tem relação com qualquer inquérito que eventualmente possa incomodar o presidente Jair Bolsonaro”.E continua: “Moro já conversou com o presidente Jair Bolsonaro e o sucessor de Valeixo está sendo escolhido. A conversa com Moro ocorreu no início do ano. Valeixo, amigo do ministro, demonstrou exaustão, reportando-se a um 2019 tenso na direção da corporação. Nesta quinta 23 Valeixo reuniu-se com os 27 superintendente regionais nos Estados por
videoconferência. Também participaram os delegados federais que ocupam diretorias estratégicas da PF”.
A matéria explica então que, na verdade Valeixo já iria deixar o cargo por vontade própria, e que a briga está pela indicação do seu sucessor. Moro quer colocar alguém de sua confiaça e Bolsonaro quer nomear algum nome seu, o mais cotado é o secretário de segurança pública do DF, Anderson Torres, que reuniu-se com Bolsonaro algumas vezes nas últimas semanas.O jornal paulista apagou a matéria e destacou outra versão, intitulada “Bolsonaro tenta impor troca na PF e Moro avisa que deixará o governo”.
Veja abaixo a reportagem apagada que ainda consta no cache do Google:
CLIK NO LINK




Índia arrasta China a tribunal internacional pela guerra biológica do COVID-19


Como um impacto direto de extensos relatórios da GreatGameIndia sobre o aspecto sinistro do Coronavírus sendo fabricado como arma biológica, agora a Índia arrastou a China para o tribunal internacional por travar a guerra biológica usando o COVID-19 . A denúncia da Índia ao Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas em busca de compensação da China apresenta especificamente como evidência o relatório da GreatGameIndia sobre como os agentes e cientistas chineses de guerra biológica roubaram o coronavírus de um laboratório canadense e o armaram no Wuhan Institute of Virology .
Além da denúncia da Índia, também foi instaurado um processo de US$ 20 trilhões contra a China por guerra biológica no Tribunal Federal do Texas, alegando que a China criou e liberou o coronavírus como uma arma biológica no mundo.
A GGI sofreu um ataque maciço por relatar essas histórias de organizações verificadas como NewsGuard, que são financiadas por Bill Gates para limpar seu nome. A grande mídia deve ao GGI um grande pedido de desculpas por caluniar nosso nome, deixando de fazer a pergunta básica de ‘conflito de interesses’.
A reclamação
O Conselho Internacional de Juristas (ICJ) e a All India Bar Association acionaram o Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas em busca de compensação da China por “desenvolver sub-repticiamente uma arma biológica capaz de destruição em massa”.
A queixa foi escrita pelo advogado sênior Adish C. Aggarwala, presidente da All India Bar Association e presidente do Conselho Internacional de Juristas, no cenário da disseminação do mortal coronavírus, que já matou milhares de vidas em todo o mundo.
“É humildemente solicitado que o CDHNU possa ter prazer em indagar e dirigir a China e compensar adequadamente a comunidade internacional e os estados membros da ONU, particularmente a Índia, por desenvolver clandestinamente uma arma biológica capaz de destruir em massa a humanidade”, afirmou Aggarwala na denúncia.
O advogado exigiu remuneração da China por infligir graves danos de saúde, psicológicos, econômicos e sociais ao mundo. Aggarwala também apontou os efeitos da pandemia na economia da Índia, o desequilíbrio na demanda e oferta de mercadorias e a migração em massa de pessoas marginalizadas.
“A atividade econômica do país esta suspensa, causando um enorme impacto na economia local e em geral na economia global”, acrescentou a denúncia.
A denúncia alegou ainda que a China elaborou meticulosamente uma conspiração para espalhar o coronavírus no mundo e violou as disposições do Regulamento Sanitário Internacional (RSI), dos Direitos Humanos Internacionais e cometeu graves violações do Direito Internacional Humanitário e das cláusulas da DUDH.
“Ainda é um mistério como o vírus não se espalhou para todas as províncias da China, mas ao mesmo tempo se espalhou para todos os países do mundo. A especulação apenas aumenta a probabilidade de o COIVD-19 ser uma arma biológica cuidadosamente montada, destinada a paralisar os principais países do mundo, deixando apenas a China como beneficiária ”, apontou a denúncia.
O autor da denúncia alegou ainda que o vírus foi desenvolvido no Laboratório de Virologia de Wuhan, de onde foi cuidadosamente implantado para afetar um minúsculo 0,001% da população chinesa.
Ele disse que o país vizinho implantou o vírus do coronavírus em uma tentativa de controlar a economia do mundo comprando ações de países que estão à beira do colapso econômico de suas empresas.
O governo chinês havia deliberadamente censurado as informações e ocultado os primeiros avisos do Dr. Li Wenliang, que foi, de fato, repreendido e inicialmente preso e punido pelas autoridades locais na China, por alertar nas mídias sociais o início da contaminação, disse ele.
“O governo chinês também não conteve e não restringiu suficientemente as viagens de pessoas infectadas para contaminar ainda mais o mundo.”
Impacto GGI
A denúncia afirma que o governo chinês planejou meticulosamente a execução e a disseminação do novo coronavírus e o mesmo pode ser inferido na maneira como a China considerou a situação e também o curioso caso da disseminação do vírus em todo o mundo. . Como apontado anteriormente, permanece um mistério o modo como o vírus não se espalhou em todas as províncias da China, mas ao mesmo tempo se espalhou para todos os países do mundo.
A queixa ainda apresenta evidências da investigação da GreatGameIndia citada pelo diário nacional da Índia sobre como os agentes chineses de guerra biológica roubaram o Coronavírus de um laboratório canadense e o armaram no Instituto Wuhan de Virologia .
Um grupo de cientistas chineses no Canadá foi acusado de espionagem e foi privado do acesso ao Laboratório Nacional de Microbiologia do Canadá, em agosto de 2019, e sabe-se que o laboratório contém alguns dos patógenos mais mortais do mundo. Esses cientistas foram então enviados para um laboratório bioquímico de alta segurança, Wuhan, que é um dos laboratórios mais fortemente protegidos do mundo. Que esses cientistas mais tarde desenvolveram o vírus COVID-19 e o liberaram para o mundo exterior em algum lugar nos primeiros dias de dezembro de 2019 em Wuhan, de onde o vírus se espalhou.
Além disso, a denúncia também explode a agenda da grande mídia para suprimir esses fatos levantados por especialistas e personalidades influentes em todo o mundo.
O objetivo de desenvolver um vírus tão potente e mortal permanece em segredo. No entanto, existem evidências sólidas para mostrar que o governo chinês pretende utilizar o mesmo para assumir o controle da economia mundial. A hipótese de guerra biológica por trás da pandemia global já havia sido levantada por especialistas russos há algumas semanas.
Como qualquer opinião um pouco diferente da versão oficial dos governos ocidentais e de suas agências de mídia, a tese foi ridicularizada e acusada de ser uma “teoria da conspiração”. No entanto, assim que o porta-voz oficial do Ministério das Relações Exteriores da segunda maior potência econômica do planeta publica uma nota atestando essa possibilidade, deixa a esfera das “teorias da conspiração” para entrar no cenário das versões da opinião pública e opinião oficial do governo.
Processo de US $ 20 trilhões contra a China por guerra biológica
Além da queixa Índia ao Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas, também foi instaurada uma ação judicial de US $ 20 trilhões contra a China por travar uma guerra biológica , alegando que desencadeou o coronavírus como uma arma biológica no mundo pelo advogado e ativista conservador americano Larry. Klayman, sua Company Buzz Photos e seu grupo Freedom Watch.
No processo, Klayman argumentou que, porque a China já havia concordado com o tratado da Convenção sobre Armas Biológicas em proibir tais armas c. Em novembro de 1984, essas ações não podem ser ações governamentais oficiais da República Popular da China e, portanto, a China não pode reivindicar imunidade legal do processo de ação coletiva.
Klayman acrescentou em um comunicado: “Não há razão para que o contribuinte americano deva, ao contrário do estabelecimento em Washington, DC, pagar pelos danos tremendos causados ​​pelo governo chinês. O povo chinês é um povo bom, mas seu governo comunista não é e deve pagar caro por isto. ”
Klayman está buscando US $ 20 trilhões em danos e pediu que os americanos afetados se inscrevam em seu site Freedom Watch USA e se tornem parte do processo de ação coletiva. O caso deu entrada e esta arquivado em um tribunal federal do Texas.

sexta-feira, 17 de abril de 2020

Brasileiros apagam muro escrito “Bolsonaro assassino” por esquerdistas criminosos


Brasileiros apagam muro escrito “Bolsonaro assassino” por esquerdistas criminosos.
Um casal de criminosos, acabaram pintando o muro na Zona Leste de São Paulo, próximo ao metrô de Itaquera, com a acusação de que o Presidente Jair Bolsonaro, é um assassino, estava escrito: “Bolsonaro Assassino.
Enquanto estavam fugindo, os criminosos, foram filmados, e flagrados, e com algumas pesquisas, encontraram os donos do carro.

“Isso é falta de humanismo, é quase que conspirar contra o governo”, diz Bolsonaro sobre Maia

Isso é falta de humanismo, é quase que conspirar contra o governo ...
Em entrevista à CNN, Jair Bolsonaro desancou Rodrigo Maia por ter descaracterizado o Plano Mansueto e o acusou de conspirar contra o governo federal.
“Isso que o senhor está fazendo, Rodrigo Maia, não se faz com o nosso Brasil. É falta de patriotismo, falta de um coração verde e amarelo, falta de humanismo com esse país maravilhoso chamado Brasil, que estava dando certo.”E ainda:
“Essa forma de travar, de quase conspirar por aí contra o governo federal, lamento, mas não é essa a maneira de fazer política no Brasil.”

Ministros e deputados búlgaros renunciam ao seu salário inteiro até o final da emergência

Os parlamentares e ministros búlgaros doarão seus salários ao sistema público de saúde enquanto as medidas de contenção devido à pandemia de Covid-19 permanecerem em vigor. Um belo exemplo que poderá inspirar políticos de todo o mundo.
Ao decidir estender o estado de emergência que permite que o governo imponha medidas para conter, pelo menos, até 13 de Maio, os parlamentares apoiaram por unanimidade uma proposta do partido do governo conservador, Gerb: abandonar completamente seu salário de partida de 1º de abril e até o final da emergência nacional da epidemia de Covid-19. A decisão de não pagamento foi apoiada por 170 eurodeputados com 240 cadeiras e votou na segunda-feira após 11 horas de debate.
Isso também se aplica a membros do governo e seus gabinetes políticos, bem como a chefes de agências governamentais. A doação dos deputados será de aproximadamente 740 mil euros durante o período inicialmente previsto para o bloqueio.
Nota: Com 549 casos confirmados e 22 mortes por Covid-19, a Bulgária permanece relativamente não afetada pela pandemia. No entanto, o país mais pobre da União Européia adotou medidas severas de contenção para permitir que seu sistema de saúde lide com a epidemia desde meados de março.
Fonte GreenMe it

quinta-feira, 16 de abril de 2020

Lula é recebido em sua terra natal aos gritos de “o ladrão chegou”

A deputada federal Bia Kicis postou em suas redes sociais um vídeo onde Lula é recebido em Pernambuco, sua terra natal, aos gritos de “O ladrão chegou” e “Lula ladrão, seu lugar é na prisão”
“Nada se compara ao carinho do povo da sua terra Natal, não é mesmo, Lula? Vejam a recepção do maior ladrão do país em Pernambuco. Imperdível!” Escreveu Bia

*Com informações do twitter da deputada Bia Kicis

“Nada se compara ao carinho do povo da sua terra Natal, não é mesmo, Lula? Vejam a recepção do maior ladrão do país em Pernambuco. Imperdível!” Escreveu Bia

URGENTE: Mandetta é demitido do Ministério da Saúde; médico oncologista Nelson Teich assume a pasta

mandetta
O agora ex-ministro, Luiz Henrique Mandetta acaba de ser demitido oficialmente do Ministério da Saúde. Ele será substituído pelo oncologista e empresário Nelson Teich, que esteve com Jair Bolsonaro mais cedo no Palácio do Planalto.
Teich é formado na UERJ, com especialização em oncologia pelo Inca. Tem MBA em Gestão de Saúde pela Coppe e mestrado em Economia na Universidade de York. É fundador da Centro de Oncologia Integrado, adquirido pela UnitedHealth, destaca O Antagonista.Hoje, o médico oncologista é sócio da Teich Health Care, uma consultoria de serviços médicos.Atuou como um dos consultores da campanha eleitoral de Bolsonaro para a área de saúde e foi cotado para o ministério na época da transição, com apoio de Paulo Guedes. O novo ministro da Saúde conta ainda com o apoio da Associação Médica Brasileira, do próprio Guedes e de Fabio Wanjgarten (Secom).
Postagens mais recentes Postagens mais antigas Página inicial

Postagem em destaque

Governo comunista da China interrompe culto, agride fiéis e demole templo

Um templo cristão na província de Henan foi demolido pelas autoridades no último dia 12 de junho. Embora cenas como essa sejam corriqueir...

Atenção:

A Revista Esperancanews- não formula notícias, artigos ou vídeos, salvo quando os mesmos são citados como criação própria. Todas as nossas publicações são reproduções fiéis de sites de terceiros. Sendo assim, o conteúdo e/ou opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores, cujas informações estão contidas nos links da fonte, e não refletem, necessariamente, a opinião da Revista Esperancanews

Comentarios

Copyright © Esperança News | Suporte: Mais Template