Anucios

quarta-feira, 27 de maio de 2020

Ministro do STF manda PF na casa de jornalista de direita numa clara tentativa de calar influenciadores digitais

Ministro do STF manda PF na casa de jornalista de direita numa clara tentativa de calar influenciadores digitais
Ministro do STF manda PF na casa de jornalista de direita numa clara tentativa de calar influenciadores digitais que, declaradamente, apoiam o presidente Jair Messias Bolsonaro.
O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, fez uma solicitação de mandato contra o jornalista conservador, e diversas figuras de direita, somente por conta de discordâncias ideológicos, e no mesmo momento Alan dos Santos, do Terça Livre, que foi vítima do ataque, fez uma live, que foi exibida para mais de 40 mil pessoas ao mesmo tempo.
A live, foi exibida em seu canal, e Alan reclamou da Polícia Federal, entrar armada em seu escritório para vasculhar provas por supostas “Fake News”, e o jornalista questionou quais crimes ele havia cometido, e qual seria a necessidade de enviarem policiais armados para tratar um jornalista.
Apesar do ataque direto do STF, o jornalista conservador diz estar totalmente tranquilo, e que vai redobrar seu trabalho, e que essa medida não irá amedrontá-lo. E que essa ação do ministro Alexandre de Moraes, vai fazer ele trabalhar mais ainda contra a esquerda.
Confira o vídeo, que foi exibido para mais de 40 mil pessoas simultaneamente:

Apenas em uma cidade, mais de 280 igrejas foram demolidas na China em 12 meses

China manda demolir mais de 280 igrejas em apenas uma cidade
Nos últimos anos, precisamente durante o regime do presidente Xi Jinping, responsável pelo comando supremo do Partido Comunista Chinês (PCC), os cristãos na China vêm enfrentando um novo modo de perseguição religiosa, apesar do maior acesso aos meios de comunicação no país.
É justamente por causa da evolução tecnológica, por um lado, que tem favorecido a disseminação do Evangelho, por exemplo, através dos aparelhos portáteis como smartphonestablets e outros, que o governo chinês também tem implementado novas medidas de repressão contra o crescimento das igrejas cristãs.Atualmente o emprego da tecnologia, como câmeras de vigilância em vários imóveis e a detecção facial, tem se somado ao discurso do governo contra o que eles chamam de atividade religiosa “clandestina”, uma narrativa muito utilizada há anos para impedir a pregação do evangelho no país.
Essas duas coisas têm feito aumentar consideravelmente a intolerância religiosa na China, ao ponto de vários templos cristãos serem destruídos sem qualquer razão justificável, como vem ocorrendo na cidade de Xinyu, na província de Jiangxi, com cerca de 1,2 milhão de habitante
Segundo uma nova denúncia da organização Bitter Winter, pelo menos 281 templos cristãos, entre evangélicos e católicos, foram destruídos nos últimos 12 meses. Um dos indícios de que se trata de pura perseguição religiosa é que até mesmo congregações da Igreja Tree-Self, considerada “legalizada” no país, também foram destruídos.
Várias alegações falsas são publicadas pelo governo. Em uma igreja localizada na vila de Jiangjia, sob a administração da cidade de Shuixi, por exemplo, o argumento foi que havia risco de “desabamento”. Assim, o governo disse que “temia que o prédio desmoronasse e matasse alguém”.
Já em outra igreja, localizada em Tangxia, na vila de Zhentian, o argumento das autoridades foi explícito. Eles disseram que os cristãos ali “acreditavam no Deus dos ocidentais”, querendo com isso justificar a demolição do templo.
Dessa forma a comunidade cristã na China enfrenta dias sombrios, embora cada vez mais se multiplique, provando que a ministração e frutos do Evangelho não são méritos dos seres humanos, mas do Espírito Santo de Deus na vida deles.

DEFINIÇÕES - atualizadas - SOBRE ESQUERDA E DIREITA ESQUERDA =

A imagem pode conter: texto
Fazem discursos dizendo que lutam por DEMOCRACIA e direitos humanos e usam esse discurso para ENGANAR o povo e tomar o poder; mas apoiam, defendem e ROUBAM DINHEIRO PÚBLICO para financiar DITADORES ASSASSINOS, desde que sejam COMUNISTAS. Querem um ESTADO CONTROLADOR, que controle a mídia e o direito a livre expressão. Defendem governantes totalitários que determine o que o povo pode comprar até para comer; e quando acham necessário, MATAM quem não se submete a isso. Lutam pelo DESARMAMENTO para que o cidadão não possa se defender caso o Estado imponha uma DITADURA COMUNISTA.
São favoráveis a soltar presidiários criminosos condenados e prendem quem exige justiça e punição para quem comete crimes.Roubam, subornam, fraudam, mandam matar adversários políticos, executam empresários e testemunhas como queima de arquivo... Fazem qualquer coisa pelo poder, principalmente MENTIR. Odeiam a Deus e querem apagar da consciência humana as verdades e princípios divinos universais milenares. Querem IMPOR leis que OBRIGUEM a sociedade aceitar promícuIdades, obscenidades como "ideologia de gêneros, fim da família tal qual conhecemos, são favoráveis ao incesto, pedofilia, abortos. Defendem a distribuição de material pornográfico para crianças nas escolas controladas pelo Estado, a liberação das drogas e tudo pago com dinheiro público. Querem usar nosso dinheiro para sustentar MILHARES DE SINDICATOS INÚTEIS E ONGS VAGABUNDAS.
- DISCEMINAM O CAOS para dissolver a SOBERANIA DO PAÍS.
DIREITA (conservadores) = Todo e qualquer indivíduo - eu por exemplo - que se oponha e LUTE CONTRA ESSAS COISAS.
Portanto, é preciso muito cuidado nas PRÓXIMAS ELEIÇÕES. Não se deixe enganar por discursos que dizem que DIREITA E ESQUERDA NÃO EXISTEM... EXISTEM SIM.
Fábio Costa

terça-feira, 26 de maio de 2020

MPF diz que mulher de Witzel recebeu dinheiro de empresário preso por corrupção


Segundo o Ministério Público Federal, o escritório de advocacia de Helena Witzel, mulher do governador Wilson Witzel (PSC), recebeu dinheiro de uma das empresas de Mário Peixoto, registra o portal O Antagonista.
O empresário foi preso no dia 14 e é acusado de fraudar contratos milionários com o governo do Rio.
Segundo o MPF, o escritório da primeira-dama tinha um contrato de prestação de serviços de honorários advocatícios com a empresa DPAD Serviços Diagnósticos.A companhia integra um consórcio que detém contratos ativos de saúde com o governo Witzel e prefeituras do estado.
Documentos apreendidos pela Operação Favorito, deflagrada pelo MPF do Rio em 14 de maio e que resultou na prisão de Peixoto, revelam “transferências de recursos” entre a empresa do grupo de Peixoto e o escritório de advocacia de Helena Witzel.

Coronavírus: surto controlado no Japão sem isolamento intriga especialistas.

Primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, tira máscara de proteção ao chegar para pronunciamento em Tóquio -
O estado de emergência no Japão deve terminar com novos casos de coronavírus tendo diminuído para meras dezenas. O país conseguiu o objetivo ignorando em grande medida o manual padrão de outras nações. Não foram impostas restrições à mobilidade de residentes, e empresas, como restaurantes e salões de beleza, permaneceram abertas. Não foram implantados aplicativos de alta tecnologia que rastreavam os movimentos das pessoas. O país não possui um centro de controle de doenças. E, mesmo quando os países foram exortados a "testar, testar, testar", o Japão testou apenas 0,2% da população, uma das taxas mais baixas entre países desenvolvidos
No entanto, a curva foi achatada, com mortes bem abaixo de mil, de longe o menor número entre países desenvolvidos do G-7. Em Tóquio, com alta densidade populacional, os casos caíram para um dígito na maioria dos dias. Embora a possibilidade de uma segunda onda mais grave de infecção esteja sempre presente, o Japão entrou e deve deixar o estado de emergência em apenas algumas semanas. O status já foi suspenso na maior parte do país, e Tóquio e outras quatro regiões restantes deixam o estado de emergência na segunda-feira. "Só de olhar para os números de mortes, você pode dizer que o Japão foi bem-sucedido", disse Mikihito Tanaka, professor da Universidade de Waseda, especializado em comunicação científica que faz parte de um grupo consultivo público de especialistas sobre o vírus. "Mas mesmo especialistas não sabem o motivo."Uma lista amplamente compartilhada reúne 43 possíveis razões citadas em reportagens da mídia, variando de uma cultura de uso de máscaras a uma taxa de obesidade baixa, além da decisão relativamente antecipada de fechar escolas. Entre razões mais fantasiosas incluem o fato de que os japoneses emitem menos gotículas potencialmente carregadas de vírus ao falar em comparação com outros idiomas. Rastreamento de contatos Especialistas consultados pela Bloomberg News também sugeriram uma infinidade de fatores que contribuíram para o resultado, e nenhum deles soube apontar um pacote de políticas único que pudesse ser replicado em outros países.
No entanto, essas medidas ainda oferecem lições de longo prazo para países em meio à pandemia. Uma resposta rápida diante do aumento de infecções foi crucial. Embora o governo central tenha sido criticado pelos passos lentos, especialistas elogiam o papel dos rastreadores de contato do Japão, que entraram em ação depois que as primeiras infecções foram identificadas em janeiro. A resposta rápida foi possibilitada por uma das vantagens do Japão: seus centros de saúde pública, que em 2018 empregavam mais da metade dos 50 mil enfermeiros com experiência no rastreamento de infecções. Em tempos normais, esses enfermeiros rastreavam infecções mais comuns, como influenza e tuberculose. "É muito analógico - não é um sistema baseado em aplicativos como o de Cingapura", disse Kazuto Suzuki, professor de políticas públicas da Universidade Hokkaido que escreveu sobre a resposta do Japão. "Mas, no entanto, tem sido muito útil." "Muitas pessoas dizem que não temos um Centro de Controle de Doenças no Japão", disse Yoko Tsukamoto, professora de controle de infecções da Universidade de Ciências da Saúde de Hokkaido, citando uma queixa frequente sobre a gestão de infecções no Japão. "Mas o centro de saúde pública é uma espécie de CDC local."
FONTE:https://noticias.uol.com.br/

(UMA POSTAGEM ANTIGA NAO DE 2020 E 24/08/2014 18h46 - )Declarado morto em hospital, homem é retirado vivo de saco fúnebre Sobrinha do paciente de 54 anos diz que ele passou duas horas no saco. Valdelúcio de Oliveira descobriu há três meses que tem câncer avançado.

Um senhor de 54 anos declarado morto por um médico do Hospital Menandro de Farias, em Lauro de Freitas, região metropolitana de Salvador, foi encontrado vivo, duas horas depois, quando já estava dentro do saco fúenebre, na madrugada deste domingo (25). A informação é da família de Valdelúcio de Oliveira, que segue internado na unidade.
De acordo com Patrícia Cintra, sobrinha de Valdelúcio, após ser retirado do saco fúnebre, o tio está consciente e lúcido  no quarto hospitalar. "Ele está fazendo palavra cruzada, e só não fala porque está entubado", diz.
Patrícia conta que o tio descobriu há três meses um câncer em estágio avançado e, nesta segunda-feira (25), ele daria entrada no Hospital Santo Antônio, vinculado às Obras Sociais Irmã Dulce. "Ele já tinha ficado internado lá uma vez, mas ontem ele sentiu uma falta de ar, e nós o levamos para o Menandro de Farias", fala Patrícia.
Valdelucio menandro de Farias;bahia 2 (Foto: Acervo Pessoal)Paciente escreve em caderno; ele chegou a ser
colocado em saco fúnebre.  (Foto: Acervo Pessoal)
"Lá, os médicos informaram que ele teve duas paradas cardíacas e pediram que minha tia, que acompanhava ele, saísse do quarto, para tentarem fazer a reanimação. Por volta das 23h, os médicos disseram que ele havia falecido", explica.
Patrícia revela que a equipe médica retirou os aparelhos que estavam conectados a Valdelúcio e o colocou dentro do saco fúnebre. "Amarraram os pés e mãos dele, colocaram algodão no nariz e ouvidos e fecharam o saco", afirma.
Ela diz que a família tem o atestado de óbito lavrado pelo hospital, comprovando a morte de Valdelúcio. "Nós chegamos a comprar o caixão e demos entrada no enterro", destaca Patrícia. "No atestado de óbito consta que as causas da morte foram falência múltipla dos órgãos e insuficiência respiratória", acrescenta.
Por volta de 1h da madrugada, Patrícia conta que um tio foi ao necrotério do hospital, para trocar a roupa de Valdelúcio, quando percebeu o saco fúnebre balançando. "Ele chamou os médicos, que vieram e levaram ele de volta ao quarto", conta. "Ele ficou duas horas dentro do saco fechado", exclama.
A família acredita que o caso tenha sido um milgare de Irmã Dulce. "Como ele ia para o Hospital de Irmã Dulce, nós nos juntamos para rezar para ela. Foi um milagre. Tomara que seja um milagre completo", diz Patrícia, que afirma que a família ainda quer transferir Valdelúcio, nesta segunda-feira, para o Hospital Santo Antônio.
A reportagem do G1 tentou entrar em contato com o Hospital Menandro de Farias, mas não foi atendida.

Ex-ministro Teich dá invertida em jornalista durante entrevista e detona Globonews

Jornalistas da GloboNews tentam jogar Teich contra Bolsonaro e ...
O ex-ministro Nelson Teich detonou a Globonews durante entrevista ao vivo no programa Urgente News. O jornalista Valdo Cruz tentou induzir o ex-ministro a atacar o presidente Jair Bolsonaro e acabou tomando uma invertida, sobre isolamento da pandemia.
"A decisão do que fazer cabe às cidades", disse Teich, apontando ser a favor de um isolamento seletivo. "Esquece o presidente, eu não vim discutir o presidente, polarizar é ruim para o país; eu precise que você fale o que eu disse, não o que eu não disse. Você vai estar fazendo uma coisa que não é boa para o Brasil", rebateu. Confira abaixo a entrevista na íntegra





Folha e Globo decidem não enviar mais repórteres para a frente do Alvorada

Após jornalistas serem hostilizados, Folha e Globo decidem não ...

© Divulgação Empresas de mídia anunciaram que não terão mais repórteres na cobertura diária do presidente no Palácio da Alvorada
A Folha de S.Paulo e o Grupo Globo anunciaram que não enviarão mais repórteres para a cobertura em frente ao Palácio da Alvorada.

Nesta 2ª feira (25.mai.2020), apoiadores de Bolsonaro hostilizaram jornalistas que estavam na porta da residência oficial do presidente. Na ocasião, o chefe do Executivo fez novas críticas à imprensa. “O dia que vocês tiverem compromisso com a verdade eu volto a falar com vocês”, disse Bolsonaro.

Desta vez, os bolsonaristas tiveram o dobro do espaço que habitualmente é destinado a eles no local. Ficaram em 2 “cercadinhos” –1 ao lado da imprensa e outro à frente.

A Folha afirmou (leia aqui) que retomará a cobertura no local “somente depois das garantias de segurança aos profissionais por parte do Palácio do Planalto”.

Já o Grupo Globo enviou carta ao ministro do GSI (Gabinete de Segurança Institucional), general Augusto Heleno. Declarou que seus profissionais “vêm sofrendo dia a dia por parte dos militantes que ali se encontram, sem qualquer segurança para o trabalho jornalístico”.

O Gabinete de Segurança Institucional costuma permitir a entrada de aproximadamente 30 pessoas. Havia cerca de 60 na manhã desta 2ª feira (25.mai). Os apoiadores se dividiram em 2 grupos.

Depois que o presidente foi embora hoje, o grupo de apoiadores que estava do outro lado da rua andou livremente até a frente da área destinada à imprensa. De lá, hostilizaram os profissionais, junto com o grupo que já estava posicionado ao lado dos repórteres (como ocorre diariamente).

Assista ao momento (2min14s):


Reprodutor de vídeo de: YouTube (Política de Privacidade, Termos)

Leia a íntegra da carta do Grupo Globo, assinada pelo vice-presidente de Relações Institucionais da empresa, Paulo Tonet Camargo:

“Ao cumprimentar V.Exa., trazemos ao conhecimento desse Gabinete uma questão que envolve a segurança da cobertura jornalística no Palácio da Alvorada. É público que o Senhor Presidente da República na saída, e muitas vezes no retorno ao Palácio, desce do carro e dá entrevistas bem como cumprimenta simpatizantes. Este fato fez vários meios de comunicação deslocarem para lá equipes de reportagem no intuito de fazer a cobertura.

Entretanto são muitos os insultos e os apupos que os nossos profissionais vêm sofrendo dia a dia por parte dos militantes que ali se encontram, sem qualquer segurança para o trabalho jornalístico.

Estas agressões vêm crescendo.

Assim informamos por meio desta que a partir de hoje nossos repórteres, que têm como incumbência cobrir o Palácio da Alvorada, não mais comparecerão àquele local na parte externa destinada à imprensa.

Com a responsabilidade que temos com nossos colaboradores, e não havendo segurança para o trabalho, tivemos que tomar essa decisão.

Respeitosamente,

Paulo Tonet Camargo

Vice-Presidente de Relações Institucionais

Grupo Globo”

NÃO É A 1ª VEZ
Apoiadores do presidente já atacaram a mídia várias vezes neste ano. Relembre alguns casos:
Atos pró-Bolsonaro – manifestantes agridem jornalistas do Poder360 e do Estadão;
Alvorada – apoiadores do presidente reviram lixo para expor jornalistas;
“Bandeirada” – mulher atingiu a jornalista Clarissa Oliveira, da TV BandNews, com uma bandeira, durante manifestação em apoio a Bolsonaro.

Polícia Federal deflagra a Operação Placebo para apurar indícios de desvios de recuros públicos Investigações realizadas por autoridades do Rio de Janeiro apontaram irregularidades na aplicação dos recursos destinados ao estado de emergência de saúde pública decorrente do COVID19

Polícia Federal participa da prisão de fugitivos acusados da morte ...
Brasília/DF - A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta terça-feira (26/05), a Operação Placebo que tem por finalidade a apuração dos indícios de desvios de recursos públicos destinados ao atendimento do estado de emergência de saúde pública de importância internacional decorrente do coronavírus (COVID-19), no Estado do Rio de Janeiro.

Elementos de prova, obtidos durante investigações iniciadas no Rio de Janeiro pela Polícia Civil, pelo Ministério Público Estadual e pelo Ministério Público Federal naquele estado foram compartilhados com a Procuradoria Geral da República no bojo de investigação em curso no Superior Tribunal de Justiça e apontam para a existência de um esquema de corrupção envolvendo uma organização social contratada para a instalação de hospitais de campanha e servidores da cúpula da gestão do sistema de saúde do Estado do Rio de Janeiro.

Estão sendo cumpridos 12 Mandados de Busca e Apreensão nos estados de São Paulo/SP e Rio de Janeiro/RJ. Os mandados foram expedidos pelo Superior Tribunal de Justiça - STJ.

Fonte:http://www.pf.gov.br/

sexta-feira, 22 de maio de 2020

No Piauí, prefeito do PT e toda família são presos por corrupção

O vice-prefeito de Bertolínia, Geraldo Fonseca Correia, aguarda o presidente da Câmara Municipal de Vereadores cumprir a determinação para que seja empossado na prefeitura da cidade após a prisão do prefeito Luciahttp://emtempocn.com.br/no Fonseca (PT) durante a operação ‘Bacuri’, do Grupo de Atuação Especial de Repreensão ao Crime Organizado (GAECO). As informações são do portal Cidade Luz
A gestão de Luciano Fonseca (PT) estava tão bagunçada que até a energia do prédio da prefeitura, a Equatorial cortou por falta de pagamento. O promotor responsável pelas investigações determinou o afastamento imediato do prefeito Luciano Fonseca de Sousa de suas funções. O Presidente da Câmara Municipal da cidade foi notificado para dar posse ao vice-prefeito.
O prefeito Luciano Fonseca (PT), do município de Bertolínia, Sul do Piauí, e familiares, foram presos na manhã de terça-feira (03/12) durante a operação ‘Bacuri’, do Grupo de Atuação Especial de Repreensão ao Crime Organizado (GAECO).
Foi dado cumprimento a mandados de prisão expedidos pelo Tribunal de Justiça do Piauí,  além de busca e apreensão nos municípios de Bertolínia, Sebastião Leal e Teresina.
Além do prefeito Luciano Fonseca, que foi alvo de um mandado de prisão preventiva, são alvos de mandados de prisão temporária:
  • Ringlasia Lino Pereira dos Santos (esposa do prefeito);
  • Eliane Maria Alves da Fonseca (mãe do prefeito);
  • Richel Sousa e Silva (primo do prefeito);
  • Aluízio José de Sousa (pai do prefeito);
  • Max Weslen Veloso de Moraes Pires (procurador do município);
  • Rodrigo de Sousa Pereira (assessor especial do prefeito);
  • Ronaldo Almeida da Fonseca (comissionado);
  • Kairon Tácio Rodrigues Veloso (primo do procurador do município).
  • FONTE:http://emtempocn.com.br/

Deputada bolsonarista vai à Câmara vestindo máscara com a frase: 'E daí?'

A deputada Bia Kicis (PSL-DF) apareceu nesta quarta-feira, 20, no plenário da Câmara, usando máscara de proteção com a inscrição “E daí?”. A pergunta virou o símbolo do descaso quando, no dia 28 de abril, o presidente Jair Bolsonaro afirmou não ter o que fazer em relação ao recorde de mortes na pandemia do novo coronavírus.

“E daí´? Lamento. Quer que eu faça o quê? Eu sou Messias, mas não faço milagre”, disse Bolsonaro há cerca de 20 dias ao ser questionado, na ocasião, sobre o fato de o Brasil ter ultrapassado a China no número de mortes. Depois dessa frase, Bolsonaro foi bombardeado nas redes sociais e ensaiou uma mudança de tom sobre a doença, apesar de defender o afrouxamento do isolamento social. (Estadão)

quinta-feira, 21 de maio de 2020

Palocci afirma que Lula roubou propina do próprio PT De acordo com ele, o dinheiro foi usado em eleições no Peru e na Bolívia.

O ex-ministro Antonio Palocci relatou na CPI do BNDES que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva atuou pessoalmente no desvio de propinas recebidas pelo próprio Partido dos Trabalhadores.

A informação é da coluna Radar Online, da revista Veja.

Segundo o ex-ministro da Fazenda, Lula usou parte de R$ 40 milhões que a Odebrecht transferiu ao PT para financiar campanhas no Peru e na Bolívia.

A quantia paga pela construtora referia-se a empréstimos obtidos junto ao BNDES para projetos sediados em Angola.

FONTE:https://conexaopolitica.com.br/

ITALIA FOI A CURA PARA O CORONAVIRUS

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas
ACABOU...!!!👏🏼👏🏼👏🏼

ITALIA FOI A CURA PARA O CORONAVIRUS
Os médicos italianos desobedecem à lei mundial da saúde da OMS, para não realizar autópsias em pessoas que morreram de coronavírus, descobrindo que NÃO é um VÍRUS, mas sim uma BACTÉRIA, que causa a morte. Isso causa a formação de coágulos sanguíneos e causa a morte do paciente.
A Itália derrota o chamado Covid-19, que nada mais é do que "Coagulação intravascular disseminada" (trombose)
E a maneira de combatê-lo, ou seja, sua cura, é com os "antibióticos, anti-inflamatórios e anticoagulantes". ASPIRINA, indicando que esta doença foi mal tratada. Esta notícia sensacional para o mundo, foi produzida por médicos italianos, realizando autópsias em cadáveres produzidos pelo Covid-19.
Algo mais, de acordo com patologistas italianos. "Os ventiladores e a unidade de terapia intensiva nunca foram necessários."
Portanto, na Itália, começou a mudança de protocolos.
Na ITÁLIA, a pandemia global tão conhecida é revelada e já levantada pela OMS. Essa cura já era conhecida pelos chineses que não a relataram, PARA PODER FAZER NEGÓCIOS E LUCRAR!
Fonte: Ministério da Saúde da Itália.
URGENTE COMPARTILHAR

Movimento de advogados bolsonaristas pede decretação de Estado de Defesa no país Medida de Exceção é prerrogativa para presidente ter carta branca em meio à pandemia do Coronavírus

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

Um dia após o pronunciamento nacional do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e todas as consequências, leia-se críticas e rupturas que ele proporcionou, o movimento Juristas em Defesa da Restauração da Ordem (JDRO) encaminhou nesta quarta-feira (25) uma carta aberta ao Palácio do Planalto pedindo a adoção do Estado de Defesa no país.

"O Brasil não pode parar e o Governo Federal precisa governar, cumprir seu mandato constitucional, sem ser atropelado como vem sendo, pelos dois lados [situação e oposição], em suas atribuições executivas", afirmou o advogado Henrique Quintanilha, autor do texto.

Portal M! teve acesso ao documento assinado por 25 advogados de todas as regiões do país. O texto pede que seja "determinado o total impedimento de qualquer tipo de reunião por imperativo de saúde pública". Ou seja, as reuniões virtuais adotadas como medida protetiva à disseminação do coronavírus, assim como para alinhar estratégias de combate ao vírus, estariam suspensas.

"A simples 'calamidade pública' decretada e aprovada pelo Congresso não será suficiente para superar a crise. A crise é, além de sanitária, inegável, institucional e esta persevera desde as eleições, entrando num passo caótico nos últimos dias, com decisões monocráticas", criticou o causídico.

Em recente parecer, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) se manifestou contra uma possível e futura decretação de estado de sítio. O presidente também sinalizou a possibilidade como "fora do radar" por considerar a medida como um extremo no combate ao Coronavírus.

FONTE:https://muitainformacao.com.br/

Maior jurista do Brasil critica atuação do STF: “Coloca em risco a democracia”


Ives Gandra Martins, considerado por muitos o maior jurista do Brasil, de reconhecimento mundial, fez declarações que chamam atenção pela gravidade do contexto pelo qual atravessa o Brasil, onde apoiadores do governo vêm criticando a forma como o Supremo Tribunal Federal (STF) está atuando no país.
Gandra, que já havia criticado o STF na ocasião da suspensão feita pelo
ministro Alexandre de Moraes da nomeação de Alexandre Ramagem para a diretoria-geral da Polícia Federal, falou sobre às consequências que podem acarretar sobre o país devido ao desequilíbrio entre os Poderes.
“Pela Constituição, se houver conflito entre os Poderes e um deles recorrer às Forças Armadas, quem repõe a lei e a ordem são elas”, afirmou Ives Gandra ao jornal Folha de S. Paulo.
“O Supremo tem que ser um guardião da Constituição. Não pode ser legislativo positivo, não pode entrar nas competências de outros Poderes (…), cada vez que vez que um Poder faz isso ele coloca em risco a democracia”. destacou.
Em outras palavras, o jurista está dizendo que se o Executivo, o Congresso e o Judiciário não atuarem harmonicamente e um desses poderes solicitar intervenção, às Forças Armadas poderão agir para restabelecer a ordem no Brasil, e isto com base no Artigo 142 da Constituição Federal.

Uma crítica ao STF?

A resposta é sim! O contexto de fala de Ives Gandra dá a entender que o jurista está fazendo uma crítica, ainda que indireta, à atuação do Supremo Tribunal Federal, especialmente porque o mesmo já havia criticado o STF em um artigo publicado em 02 de maio na Conjur, onde escreveu:
“Não consigo encontrar nenhum dispositivo que justifique a um ministro da Suprema Corte impedir a posse de um agente do Poder Executivo, por mera acusação de um ex-participante do governo, sem que houvesse qualquer condenação ou processo judicial a justificar.”
Gandra se referiu à suspensão da nomeação de Alexandre Ramagem para a chefia da Polícia Federal, determinada por Alexandre de Moraes. Agora, observe os destaques abaixo com atenção:
“Se meras suspeitas servirem, a partir de agora, o Poder Judiciário estará revestido de um poder político que não tem, constitucionalmente, de dizer quem poderá ou não ser nomeado de acordo com a visão do magistrado (…).
A simples suspeita de que foi escolhido por ser amigo do Presidente da República e poder influenciar procedimentos administrativos levantados por um desafeto do primeiro mandatário não justifica, constitucionalmente, a invasão de competência de um poder em outro.”
Em sua crítica ao STF, portanto, Ives Gandra chamou atenção para à ocorrência de duas possibilidades:

01 – O STF atua através de um “poder político que não tem”;

02 – O STF realiza “invasão de competência de um poder em outro.”

O artigo publicado pelo jurista em 02 de maio na Conjur se conecta diretamente com a declaração dada por ele ao jornal Folha de S. Paulo na última terça-feira (19), onde afirma que as Forças Armadas podem intervir no país caso exista desequilíbrio entre os poderes.
A sequência publicação + declaração deixa evidente que Ives Gandra está fazendo uma crítica ao Supremo Tribunal Federal, deixando claro que se a Corte não atuar corretamente, a fim de garantir os princípios constitucionais desse país, a intervenção militar é uma possibilidade real e amparada juridicamente.
O recado foi dado.
FONTE:https://noticiabrasilonline.com/

Justiça Federal torna RÉUS na Lava Jato os ex-senadores Romero Jucá e Valdir Raupp

URGENTE: Justiça Federal torna RÉUS na Lava Jato os ex-senadores Romero Jucá e Valdir Raupp, bem como o ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado, um ex-executivo da Odebrecht e dois executivos da NM Engenharia, por propinas na Transpetro!
Bom trabalho, Juiz Antonio Bonat! 🇧🇷

quarta-feira, 20 de maio de 2020

Diretor do Sírio-Libanês defende o uso da Cloroquina: “Tem que ser utilizado e pronto!”

Em recuperação após contrair Covid-19, médico de ex-presidentes ...
Ainda internado por coronavírus, o médico Roberto Kalil Filho, diretor-geral do Centro de Cardiologia do Hospital Sírio Libanês, defendeu o uso da Cloroquina no tratamento de pacientes com complicações pelo coronavírus.
Ele reconheceu que utilizou o medicamento em conjunto com outras drogas para combater a doença e a pneumonia que ela gerou.
“Se existe uma medicação com evidência que possa ter benefício, em uma situação em que 5% dos casos ficam muito graves, eu acho que tem que ser utilizado e pronto!”, disse em entrevista à Rádio Jovem Pan.
Roberto Kalil Filho ficou conhecido nacionalmente por ser o médico do ex-presidente Lula.
“A minha opinião como médico e paciente, independente das ideologias: temos que procurar minimizar o dano à população e evitar mortes”, afirmou.
Mas ele pondera que a avaliação do quadro e a prescrição da medicação devem ser feitas por médicos: “Não dá pra ficar tomando cloroquina em qualquer canto sem orientação médica. Essa é a preocupação”.
Kalil deve deixar hoje o hospital. Ele tossia durante a entrevista, pois como reconheceu, ainda não está “100% curado”.
Assista a entrevista abaixo.

Bolsonaro Sobre a Cloroquina “estamos em Guerra: Pior do que ser derrotado é a vergonha de não ter lutado”

Bolsonaro Sobre a Cloroquina “estamos em Guerra: Pior do que ser derrotado é a vergonha de não ter lutado”.
O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, fez um comentário em suas redes sociais sobre o uso de cloroquina, mesmo que não esteja 100% testado com eficiência para o uso para infectados do coronavírus, mas que apresenta excelentes resultados para diversas pessoas que usaram para se tratar no começo do contágio.
Ele chegou a comparar o momento a uma guerra, e que não usar o medicamento, com a certeza da morte, acaba sendo um ato de covardia. Em suas palavras, através de suas redes sociais oficiais o Presidente disse:
“Ainda não existe comprovação científica, mas sendo monitorada e usada no Brasil e no mundo. Contudo, estamos em Guerra: “Pior do que ser derrotado é a vergonha de não ter lutado.” – Deus abençoe o nosso Brasil.”

Bolsonaro Sobre a Cloroquina “estamos em Guerra: Pior do que ser derrotado é a vergonha de não ter lutado”

Postagens mais recentes Postagens mais antigas Página inicial

Postagem em destaque

Governo comunista da China interrompe culto, agride fiéis e demole templo

Um templo cristão na província de Henan foi demolido pelas autoridades no último dia 12 de junho. Embora cenas como essa sejam corriqueir...

Atenção:

A Revista Esperancanews- não formula notícias, artigos ou vídeos, salvo quando os mesmos são citados como criação própria. Todas as nossas publicações são reproduções fiéis de sites de terceiros. Sendo assim, o conteúdo e/ou opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores, cujas informações estão contidas nos links da fonte, e não refletem, necessariamente, a opinião da Revista Esperancanews

Comentarios

Copyright © Esperança News | Suporte: Mais Template