Esperança News

Adivinhem qual economia europeia sofreu menos com coronavírus A da Suécia, o país que não fez isolamento nem quarentena, sofreu um baque considerável em vidas e deixa o resto do mundo obcecado por seu... Leia mais em: https://veja.abril.com.br/blog/mundialista/adivinhem-qual-economia-europeia-sofreu-menos-com-coronavirus/?fbclid=IwAR38Njok_DjF659OxYAUyc4FfSX6sCBCAxyC7QuK47ffPmD3eq63_aqgHTw

A Sweden fan shows their support ahead of the UEFA EURO 2008
Quarta-feira vai ser um dia importante na Suécia, um país do qual normalmente ninguém espera grandes emoções. Ainda mais com o seguinte tema: será anunciado o desempenho da economia sueca, medido pelo PIB, no segundo trimestre
O encolhimento na zona do euro foi o maior da história, 12,1%. Individualmente, a Espanha foi o país que sofreu o maior estrago, com um tombo trimestral quase inacreditável de 18,5%, num total 22,1% até a metade do ano. Outras catástrofes: França, 13,8%; Itália, 12,4%, e Alemanha, com o melhor resultado em termos de combate ao vírus entre os grandes países europeus, 10,1%. Com um pouco menos, mas ainda um resultado terrivelmente intragável, os Estados Unidos sofreram contração de 9,5%.
 Para piorar, todos os grandes países estão passado com aumentos localizados de casos, ainda longe de congurar um transbordamento em termos dos recursos de saúde pública, mas péssimos para a economia. A perspectiva de que que havendo um sobe e desce dos contágios cria insegurança e imprevisibilidade, dois dos maiores inimigos do bom desempenho econômico. Também diminui a possibilidade de uma recessão em “V”, uma queda abrupta seguida por rápida recuperação. Ao ter tomado um caminho diferente dos grandes países que bambeiam com a crise econômica, a Suécia condenou a si mesma a ser vista como uma espécie de padrão. Mesmo os que não ousam falar abertamente, não deixam de se perguntar: e seu tivéssemos feito como a Suécia? E não adianta dizer que o país enfrentou o vírus com medidas mais brandas, porém restritivas, propondo que quem pudesse e julgasse conveniente passasse a trabalhar de casa. A escolas permaneceram abertas até o segundo grau, permitindo que as mães (e os pais também, no país pioneiro na divisão de tarefas parentais) continuassem a trabalhar, presencialmente ou remotamente. O distanciamento também foi aconselhado e praticado em bares e restaurantes que espaçaram as mesas, embora continuassem a funcionar
Poucos andam de máscara na rua e sempre por iniciativa própria, embora nos aeroportos e meios de transporte elas sejam oferecidas gratuitamente, junto com um pedido para que sejam usadas. “Foi uma estratégia que deu resultados”, disse o teimoso responsável por ela, sem intervenções do governo como exige a lei, Anders Tegnell, diretor do serviço de epidemiologia. Tegnell já admitiu que o país poderia ter feito mais para poupar vidas, mas garantiu que não mudou de opinião sobre o acerto, entre prós e contras, da estratégia escolhida. Números: quase 5.800 mortes, quase dez vezes ou mais do que os vizinhos escandinavos, Dinamarca, Noruega, Finlândia e Islândia, comparáveis em termos de cultura política, coesão social, homogeneidade étnica e
 No dado que realmente dá a perspectiva correta, a Suécia está em sexto lugar em matéria de mortes por milhão de habitantes: 563. Acima dela, Bélgica, Reino Unido, Espanha, Peru e Itália. Os cinco países abaixo são Chile, Estados Unidos, França, Brasil e México. Como em outros países desenvolvidos, a doença foi especialmente letal entre idosos vivendo em casas de repouso. Quase a metade das vítimas fatais vivia nessas instituições
As comparações serão muito mais precisas no médio prazo de pelo menos um ano, para mostrar se a imunidade de grupo, um componente importante da estratégia sueca, realmente vai funcionar se houver uma segunda onda no inverno no hemisfério norte, quando aumenta a convivência em ambientes fechados e calafetados, o tipo de lugar em que o coronavírus se dá bem. Como presidentes de direita, de Donald Trump a Jair Bolsonaro, denunciaram inicialmente os custos devastadores que o lockdown traria para a população, em termos de empregos perdidos e negócios arruinados, a estratégia sueca passou a ser vista sob este prisma. Por causa disso, no espectro político do centro até as esquerdas, muita gente passou a torcer, secreta ou abertamente, para que a Suécia se desse mal
No campo oposto, claro, ocorre o contrário: quanto mais a Suécia não se der mal, apesar do número comparativamente alto de vítimas, mais sólida será a convicção de que agiu da melhor maneira possível numa situação de loose loose – todos estão fadados a sofrer perdas, mas economia e escolas paradas têm efeitos piores ainda do que um alto número de mortos. “Acho que muitos países deveriam ter pensado duas vezes antes de decretar uma medida drástica como o lockdown”, já disse Tegnell. “Isso, sim, foi experimental, não o modelo sueco”. Longe de viver num paraíso imunizado contra a politização que acompanha vários aspectos da pandemia, Tegnell foi condenado por muitos colegas e sofreu até ameaças de morte. O apoio da opinião pública caiu, mas não chegou a níveis catastrócos. 
 Apesar do jeito despretensioso, Tegnell bem que gosta de proclamar as vantagens de sua política para o coronavírus e espetar os vizinhos, ressaltando os efeitos negativos, dos psicológicos ao educacionais, do lockdown que vigorou por três meses ou mais em países mais afetados. “São medidas muito mais complexas do que entendemos hoje. Essa doença é muito difícil de entender”. Quanto a isso, todo mundo concorda. Sobre o restante, nunca haverá evidências denitivas. Não é possível comprovar taxativamente o que teria acontecido em países afetados de maneira tão brutal como Itália ou Espanha, onde os sistemas de saúde chegaram perto de não aguentar o volume de doentes. Sem o lockdown, o número de mortes seria muito mais avassalador ou seria apenas relativamente maior, enquanto o impacto econômico faria menos vítimas? Não existem respostas à prova de contestações. Adicionalmente, a grande ironia do caso é que a Suécia se qualica como país que praticamente criou o conceito de estado-babá, com intervenção do estado do berço ao túmulo, para o bem e para o mal. Na crise do coronavírus, os pacistas, acomodados e bem amparados suecos se transformaram, via Anders Tegnell, em apostadores audaciosos, dispostos a correr altos riscos e desaar o consenso médico. “É como se o mundo tivesse cado louco e se esquecesse de tudo o que discutíamos”, teima o epidemiologista de 64 anos que tem a jardinagem como hobby e agora vê o aumento de casos em vários países como uma prova de que estava certo: só poderemos nos livrar do vírus quando houver imunização em massa, via vacina ou contaminação natural de uns 70% da população. “Os casos aumentaram muito e a pressão política cou muito forte”. “Daí, a Suécia cou sozinha”. Sozinha, sim, mas com todo mundo de olho para saber o que acontecerá lá.  Os números da economia nessa quarta-feira são apenas mais um capítulo de uma história que ainda tem muito para acabar. No primeiro trimestre, a Suécia teve crescimento raquítico de 0,1%, enquanto os outros países afetados já entravam no buraco da recessão. Para encerrar e espalhar um pouco mais de dúvidas: internamente, as críticas ao modelo de Tegnell são da direita porque o governo do ex-metalúrgico Stefan Lofven, o primeiro-ministro que pouco pode opinar, mas obviamente leva os louros ou as pancadas pela estratégia sanitária, é de centro-esquerda.
fonte:https://veja.abril.com.br/
Share:

Bolsonaristas censurados no Twitter por Moraes atuam em novas contas e conquistam milhares de seguidores em horas

Bolsonaristas censurados no Twitter por Moraes atuam em novas ...
Alguns dos 17 apoiadores do presidente Jair Bolsonaro que tiveram as contas censuradas pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, continuam ativos nas redes sociais e ganhando seguidores novamente, de acordo a consultoria Bites.
Na sexta-feira passada, um dos alvos, o jornalista do Terça-Livre, Allan do Santos, era seguido no Twitter por 369 mil pessoas. Com a conta suspensa por Moraes, ele abriu outra e, na noite de terça-feira (28), já estava com 102.500 seguidores, 28% do volume da conta bloqueada.
O primeiro perfil de Allan, censurado pelo ministro do STF, estava em funcionamento desde outubro de 2015, segundo O Globo. Até sexta-feira, a média de fãs agregados por dia estava em 213. No caso da segunda conta, ele ganhou 25 mil novos seguidores por dia desde sexta-feira.
Situação similar está vivendo o presidente do PTB e delator do Mensalão, Roberto Jefferson. Ele passou a utilizar a conta da filha, a ex-deputada Cristiane Brasil e, na sexta, quando iniciou essa operação, a ex-deputada era acompanhada por 21 mil perfis no Twitter. Na noite de terça-feira, já estava com 48.863 seguidores.
O novo perfil de Allan dos Santos no Twitter é: @allanldsantos
E o da ex-deputada Cristiane Brasil, utilizada por Jefferson, é: @crisbrasilreal.
Share:

Delegada do caso MBL e Ayan é encontrada baleada em casa

Delegada que prendeu empresário ligado ao MBL é encontrada baleada ...
Considerada uma das principais delegadas da Polícia Civil de São Paulo, Ivalda Oliveira Aleixo foi encontrada com um ferimento grave perto da veia femoral dentro do apartamento onde mora na capital paulista. A informação é do Balaço Geral da Record.
Na residência também havia marcas de tiros. Ela foi levada inconsciente e em estado grave para o hospital.
A delegada está cuidando do caso que investiga dois empresários próximos do Movimento Brasil Livre (MBL) pelo suposto desvio de mais de R$ 400 milhões de empresas, além de lavagem de dinheiro e ocultação de patrimônio.
Share:

“Vírus foi criado em laboratório militar”, diz cientista que fugiu da China

Vindo dos Pampas, o retorno : “Vírus foi criado em laboratório ...
(Taiwan News) A Dra. Li Meng-Yan, especialista em virologia da Escola de Saúde Pública de Hong Kong, que fugiu para os EUA, disse que “avaliou claramente” que o Coronavírus foi criado em um laboratório vinculado ao Exército de Libertação Popular.
Pequim nega as acusações.
Falando ao vivo com a Agência de Notícias de Taiwan, Lude Press, a Dr. Li-Meng disse:
“Naquela época, eu havia claramente avaliado que o vírus vinha de um laboratório militar do Partido Comunista Chinês. O mercado úmido de Wuhan foi usado apenas como chamariz”.
Ela enfatizou que, quando relatou suas descobertas a seus superiores, ela não foi levada a sério.
Nesse momento, ela alegou que seria impossível reportar a descoberta aos altos níveis do Partido Comunista:
“Eu sabia que uma vez que falasse, poderia desaparecer a qualquer momento, como todos os corajosos manifestantes em Hong Kong. Eu poderia desaparecer. Até meu nome não existiria mais.”
Temendo por sua vida, a Dra Li fugiu para os EUA em abril deste ano.



Leia também:
Share:

Web inicia campanha: Agora são #TodosContraFelipeNeto Usuários de redes sociais voltaram a se unir para criticar o youtuber



Web inicia campanha: Agora é #TodosContraFelipeNeto
Web inicia campanha: Agora é #TodosContraFelipeNeto / Foto:

Usuários de redes sociais voltaram a se unir, nesta segunda-feira (27), para criar uma nova campanha contra Felipe Neto. Desta vez, críticos do youtuber levantaram a #TodosContraFelipeNeto e levaram a tag a ser o assunto mais comentado da rede social.A medida ocorre após o anúncio de que Felipe Neto irá participar de um debate virtual sobre política e juventude com o ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF). A iniciativa gerou críticas nas redes sociais porque Felipe Neto não é considerado uma autoridade em assuntos jurídicos.Além disso, um vídeo em que o youtuber aparece bêbado, xingando e “esnobando” os outros por causa de sua condição financeira. As gravações foram feitas em 2016, quando, de acordo com Felipe Neto, ele pagou uns “20 mil dólares” para ficar em um camarote VIP numa boate.
Nas publicações, usuários voltaram a criticar o conteúdo produzido por Felipe Neto e pediram aos pais que não deixem seus filhos assistir aos vídeos do youtuber.

Share:

Live com o homem que denunciou esquema contra conservadores

Live com o homem que denunciou esquema contra conservadores repost ...
O vídeo original da live de ontem, 30/07, foi deletado por um erro interno de comunicação entre a minha equipe. Peço perdão a todos, e que, por gentileza, compartilhem novamente. Obrigada! 


Share:

PADRE KELMON LUÍS, DETONA 152 BISPOS QUE ATACARAM BOLSONARO - YouTube

PADRE KELMON LUÍS, DETONA 152 BISPOS QUE ATACARAM BOLSONARO - YouTube

Share:

Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Comentarios do face

Blog Archive

SIGA-ME

SIGA-ME
SEJA UM SEGUIDOR

Fisiholistico

Forafrica

Forafrica
Enterprise.

Popular Posts

TWITTER

whatsapp

Postagens mais visitadas